sábado, 13 de outubro de 2018

Adolescência e Saúde Mental num mundo em mudança

Celebrou-se esta semana o Dia Mundial da Saúde Mental o qual foi dedicado pela OMS ao bem-estar mental dos nossos jovens, porque para serem autênticos e comprometidos com as suas escolhas, a sua saúde psicológica deve ser cuidada e nutrida!

A adolescência é uma fase de inúmeras e entusiasmantes oportunidades acompanhadas por um sem fim de mudanças, que tanto trazem estados emocionais agradáveis, como desagradáveis. Ainda que sejam de esperar alturas de stress, medos e isolamento, em alguns casos quando se mantêm no tempo e não são reconhecidos ou cuidados, podem interferir com a vida da adolescente e provocar mal-estar. De facto, metade de todos os problemas de saúde mental iniciam cerca dos 14 anos o que constitui a adolescência como um importante período de promoção de bem-estar psicológico.

Esta ação de prevenção de dificuldades e de promoção de saúde é conseguido através da nossa participação ativa e concreta, assim como da dos nossos adolescentes. No entanto, somos nós os responsáveis por lhes mostrar oportunidades de desenvolvimento de resiliência para que possam lidar adequadamente com os desafios colocados pelos dias de hoje. Algumas dicas para o fazermos:

  • Fale com eles sobre o que eles querem fazer e partilhe que a sua necessidade de estabelecer limites tem que ver com a segurança que lhes quer garantir - experimentem pensar os limites juntos!
  • Incentive os adolescentes a integrarem atividades na comunidade: para uns poderá ser voluntariado, para outros poderá ser fazer parte de uma associação ou pertencer a um clube desportivo.
  • Todos sentimos raiva, medo e stress! Ajude os adolescentes a encontrarem formas aceitáveis de expressar e lidar com esses sentimentos.
  • Seja um porto seguro - os adolescentes continuam a precisar de si, apenas de uma forma diferente: aceite, acolha, oriente, esteja discretamente presente.
  • Mente sã em corpo são - hábitos alimentares saudáveis, exercício físico regular e sono adequado protegem os adolescentes de problemas físicos e mal estar psicológico.

Um outro caminho possível em direção ao bem-estar é através do acompanhamento psicológico, um espaço onde os adolescentes podem normalizar a experiência de dificuldades e entender as mudanças pelas quais passam, dando-lhes um sentido e construindo uma forma saudável de lidarem com elas. É um processo que permite que se conheçam e se aceitem, ao mesmo tempo que desenvolvem as suas potencialidades e assumem a escolha de comportamentos que valorizam e que são importantes para as suas vidas.

A procura de ajuda além da nossa casa pode acontecer pelos mais variados motivos, não sendo necessário que exista uma interferência diária significativa na vida dos adolescentes. Às vezes pode ser importante falar com eles sobre esta possibilidade para que eles próprios a considerem e decidam se beneficiaram dela ou não, outras há em que somos nós que notamos algum desconforto, quase como um mal-estar de fundo, que não interferindo muito - afinal os nossos adolescentes até têm amigos, boas notas, atividades prazerosas, colaboram em casa, etc - nos leva a crer que estão, de algum modo, em sofrimento.



Dia Internacional da Felicidade

A maior parte de nós já sentiu felicidade. Conhecemos os sentimentos, os pensamentos e as sensações que a acompanham. Mas como defini-la em...